É tarefa honrosa prefaciar um livro, ainda mais da lavra de magistrado, mas não é fácil.

Exige análise e crítica do material. Além disso, há de se pronunciar a respeito do autor.

Vou começar pela apresentação do autor, que conheci quando fui um dos examinadores no seu exame oral.
O Dr. Geraldo Teixeira de Godoy Filho, após ter sido aprovado no XXXI Concurso Público para Ingresso na Magistratura do Trabalho da 2ª Região, tomou posse em 07 de julho de 2006, no elevado cargo de Juiz do Trabalho Substituto no âmbito do Tribunal do Trabalho, da 2ª Região.

O autor, hoje, exerce a difícil e nobre função de magistrado do Trabalho em São Paulo. Ele relata que gosta do seu ofício e se sente honrado em exercê-lo.

O livro retrata como foi difícil sua trajetória, para alcançar seu objetivo. Indica o nascimento do desejo de tornar-se magistrado e o árduo caminho que teve de trilhar, para tal. Foi uma luta de vinte e cinco anos, conforme ele próprio afirma.

Quis com esse livro, passar sua experiência para os mais novos, em especial para aqueles que, mesmo tendo sofrido alguns reveses não desistiram do seu sonho.

São enfáticas as palavras do autor a propósito. Ele assevera:

“Você pode dizer que é fácil escrever estas palavras, porém nunca se esqueça que o autor delas é alguém que permaneceu 25 anos na fila e não desistiu do sonho, até alcançar por completo sua meta, após extenuante preparação e vitória nas quatro cruciais batalhas e precedentes a esse coroamento definitivo que Você tanto deseja”

Para tanto, indica métodos de estudo, tranquiliza o futuro candidato, mostra que o estudo fundamental, menciona hábitos salutares, assevera quanto à necessidade de afastar a preguiça etc.

Põe em relevo o controle dos pensamentos. Menciona que é importante fazer resumos, sendo que sua concretização deve ser feita, no seu dizer, “com calma e perfeição, sem pressa”. Cada fase ultrapassada deve ser considerada uma batalha vencida, com descanso de duas a três semanas, para, em seguida, continuar se dedicando, diz ele.

Ainda ensina a elaborar sentenças, com redação apropriada. Dá importantes conselhos para todas as fases, em especial para a prova de sentença e para o exame oral, incluindo lições de postura.

Seu estilo é simples, porém com aprofundamento prático para a solução de diversas situações em que comumente vivencia o candidato no concurso para juiz.

Enfim traz sua experiência, para a conquista do sonho de tornar-se magistrado. Seu trabalho representa manual de conduta para todos aqueles que querem um norte de alguém cujos saber e experiência resultaram em vitória.

Sérgio J. B. Junqueira Machado
Desembargador Federal do Trabalho.